Quando começar a alfabetizar uma criança?

 

 

Quando alfabetizar é um assunto bastante controverso, com opiniões distintas quanto qual a melhor idade para começar a alfabetizar uma criança. No post de hoje, abordaremos sobre algumas práticas para os pais e professores prepararem as crianças para a alfabetização.

A primeira infância é a fase fundamental no desenvolvimento da criança, é nela que se iniciam os primeiros aprendizados que se dão por meio das brincadeiras, músicas e cuidados que recebe.

Já a escola faz o papel de integrar essa criança num mundo novo, onde conhecerá novos amigos e aprenderá  a compartilhar novas experiências.

Atualmente há muitas crianças que são alfabetizadas antes mesmo de ingressarem no ensino fundamental (antes dos 6 anos de idade).

Alguns especialistas defendem que a alfabetização precoce é maléfica porque para aprender a ler e escrever as crianças acabam deixando de lado momentos de atividades livres, assim como o brincar por brincar. Consequentemente essa antecipação afeta o desenvolvimento da socialização, coordenação, imaginação, entre outros aspectos.

Da mesma forma, também há quem defenda a antecipação da alfabetização,  alegando que adiantar esse processo trás um avanço significativo no cognitivo das crianças.

 

Qual é o melhor momento para se alfabetizar?

 

É necessário haver um equilíbrio nesta etapa da vida. As crianças devem ter momentos de vivências que propicie aprendizados que auxiliem no seu desenvolvimento pleno, respeitando o seu tempo.

Deve-se estimular o desenvolvimento motor e sensorial, a imaginação, o emocional, a socialização, entre outros aspectos que são importantíssimos para compor novos aprendizados, que entre eles está o ensino da língua escrita.

Refletindo sobre a primeira infância e seu desenvolvimento, acreditamos que a alfabetização deve acontecer aos poucos e não precocemente.

Existem diversas formas de estimular a criança para a alfabetização, como apresentar as letras do alfabeto de forma lúdica, ler histórias, cantar músicas, entre outras maneiras que englobam o universo do ler e escrever. Lembre-se que esses momentos devem fluir naturalmente, sendo prazerosos e sem exigências.

 

Dicas para estimular as crianças

 

1 –  Apresente a criança um mundo leitor.

É interessante que a criança tenha contato com os diferentes tipos textos como livros, jornais, receitas, panfletos e etc. Isso ajudará a criança a perceber que o texto tem uma função social e mesmo isso ocorrendo antes da alfabetização, estimulará o interesse na leitura.

Exemplo:

Cozinhar algo com a criança utilizando uma receita ou escrever uma lista de compras.

 

2 – Leia para a criança

Histórias estimulam a criatividade e a imaginação. Ler para a criança contribui para o desenvolvimento da sua memória, concentração, além de despertar o interesse pelo mundo das letras.

Exemplo:

Leia histórias divertidas, respeitando a idade e os interesses da criança.

 

3 – Cante

A música trás diversos benefícios para o desenvolvimento da criança, além de proporcionar momentos prazerosos e divertidos. No universo infantil há muitas musicas voltadas para o conhecimento das letras e estimulo de novas palavras.

Exemplo:

Podemos usar a criatividade e criar novas músicas para tarefas diárias como a “hora do banho”, as crianças adoram isso.

 

Leia também: Qual é a diferença entre alfabetização e letramento?

 

Espero que você tenha gostado deste post!

Aproveite e confira a coleção de cinco livrinhos, um para cada vogal, feita especialmente para apresentar as vogais para as crianças de um jeito leve e descontraído. Saiba mais clicando na imagem a baixo!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *